MARANHÃO GOVERNABILIDADE: HÁ 3 ANOS AGÊNCIA BALUARTE JÁ PRECONIZAVA QUE PRINCIPAL GARGALO DA GESTÃO PÚBLICA EM SÃO JOSÉ DE RIBAMAR ERA O DESEMPREGO

9:44:00 PM

 AGÊNCIA  foi pioneira na revelação daquele que representa hoje o principal desafio da gestão Júlio Matos, do PL


Há 3 anos quando AGÊNCIABALUARTE chamara  atenção , com exclusividade, para um problema que até então era pouco ou  raramente discutido em solo ribamarense, a gestão paliativa passada dava de ombros com uma bola de neve que acaba de estourar nas mãos nepotistas do atual prefeito de São José de Ribamar, Júlio Matos, do PL.

Júlio empregou, nomeou, aparceirizou  um pequeno círculo de privilegiados que contemplados pela tetas da Prefeitura-crer ele- de alguma forma contribuirão para dá sustentação ao seu governo pelos próximos anos: parentes da esposa, seus próprios parentes, parentes de vereadores, afilhados burgueses e parentes de secretários. Ademais, nenhuma parte do tecido social ribamarense ganhou a atenção apregoada em campanha eleitoral através de um programa de governo frágil, que puído, já começa evaporar.

Esta semana, entre os dias 7 e 9, a gestão Júlio Matos, pela quinta vez em 38 dias, sucumbiu a uma avalanche de insatisfação provocada por si mesma. O prefeito centralizou o poder de decisão entre dois parentes seus, nomeados com a clara intenção de dá as ordens em seu nome e em seu lugar. Júlio é afeito a zonas de conforto; pouco tem dado às caras no terreno  das lamentações ribamarenses. Prefere destacar enviados ao cortejo das decepções que na cidade tem sido uma constante.

BOLA DE NEVE NA TERCEIRA MAIOR CIDADE DO MARANHÃO O prefeito Júlio Matos: sem projeto estrutural de combate ao desemprego para  São José de Ribamar, ele empregou, nomeou e aparceirizou apenas quem lhe interessava. 

Nos bastidores da torcida organizada, os antigos adversários dormem tranquilos à revelia dos acontecimentos. Eles acreditam que por praxe, Júlio Matos e equipe familiar cometerão de gafes, irresponsabilidades e omissões pontuais, a atropelos amadorísticos sempre bem-vindos por  consolidarem o clima de confusão e balbúrdia no seio da gestão municipal que, ao que parece, está longe de chegar ao fim.

Sem um projeto estrutural de combate ao desemprego em São José de Ribamar, Júlio Matos está provando de um bumerangue insano que encontra na enganação de esperanças seu ponto alto. O ápice do desespero no município tem porta, mas não entrada. Poucos dos enfileirados ao redor da Prefeitura encontram uma vaga para dirimir o descontentamento com os currículos asovacados sol a pino. O prefeito já elegeu seu time, mas lá fora uma multidão de desempregados não terá e nem dará descanso à gestão que prometeu- como que num passe de mágica- subverter a ordem da mendicância local, oportunizando aos ribamarenses dignidade através de  empregos e remunerações estáveis. 

AGÊNCIABALUARTE já alertava para a concentração de renda em São José de Ribamar como fator rudimentar, primário, do aprofundamento das desigualdades sociais nas quatro regiões da Balneária e mesmo essa visão pioneira do estopim que extrapola as estruturas sociais do município nos dias atuais  serviu como aparato conceitual a  diferentes programas de governo na eleição de 2020.

Agora, passado o rescaldo dos discursos vazios a sobra ipsis litteris das mentiras plantadas não conseguem sequer alcançar e/ou abarcar 1% de uma população que ultrapassa a incrível marca dos mais de 230 mil ribamarenses. À exceção dessa constatação, no entanto, toda parentada possível e mapeada por Matos  ganhou voz e vez nos corredores de Secretarias e Prefeitura, o que consequentemente estabilizará um sistema de exclusão que tende a se converter numa paisagem de miséria e criminalidade robusta e substancial.

Como foi no passado e vem sendo no presente.

POR FERNANDO ATALLAIA

EDITOR-SÊNIOR DA AGÊNCIA BALUARTE

atallaia.baluarte@hotmail.com


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO NO LINK ABAIXO:

http://www.agenciadenoticiasbaluarte.com.br/2018/11/maranhao-gestao-porque-o-ribamarense.html

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.