As aglomerações do dia a dia e riscos nos terminais de coletivos que as autoridades se recusam a ver

8:09:00 PM

 

          Desde o ano passado, tenho procurado mostrar para as autoridades e também para o Ministério Público, a questão inerente as aglomerações nos terminais e dentro dos coletivos superlotados, mas infelizmente eles tratam o sério problema com muita indiferença. Na visão dos fiscalizadores, a contaminação através do vírus é maior e pode se constituir em riscos sérios para o avanço da pandemia, estão em bares, restaurantes e casas de eventos, daí o controle e restrições aos estabelecimentos.

Um coletivo para 50 passageiros no máximo pode fazer uma média diária de 10 viagens diárias e todas superlotadas, em razão principal do reduzido número de coletivos que fazem o transporte de mais de 300 mil pessoas todos os dias. Em operação atualmente estariam pouco mais de 600 ônibus e grande parte não cumpre a determinação do número de viagens estabelecidas, dando origem a todo tipo de esculhambação.

A foto acima foi encaminhada para o blog por uma usuária de transporte coletivo para mostrar o verdadeiro sacrifício diário para embarcar e desembarcar de um veículo no terminal da Cohama. Como se pode fazer distanciamento entre as pessoas não existe, e o que tem de passageiro sem máscaras é bem acentuado e os motoristas e cobradores não têm condições de fazer cobranças por temerem represália, a afirma a usuária.  A fiscalização nos terminais de integração, antes visíveis e que favoreciam a formação de filas e o uso de máscaras, atualmente são inexistentes e a superlotação começa dentro do próprio terminal.

Não sei o que impede a fiscalização e nem como as autoridades avaliam a questão da superlotação nos coletivos, mas sem quaisquer discussões o risco a que estão expostos os usuários de coletivos é bem maior, e a visibilidade para eles na questão da prevenção é praticamente nula, até mesmo pelo Ministério Público, que procura ostentar muita determinação e força. Os discursos das instituições de que as pessoas que não observarem a prevenção podem levar a covid-19 para casa e colocar em risco toda a família, parece não se aplicar aos usuários de coletivos.


https://aldirdantas.com/

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.