MPMA realiza vistoria em escola estadual em São Luís

7:58:00 PM

 


O Ministério Público do Maranhão, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Defesa da Educação de São Luís, realizou nesta quarta-feira, 4, uma vistoria no Centro de Ensino João Francisco Lisboa (Cejol), no Centro. A ação, que foi coordenada pelo promotor de justiça Paulo Avelar, acompanhado por técnicos da Promotoria, dá início às inspeções que serão feitas nas escolas da rede pública estadual de São Luís, a fim de verificar as condições das unidades de ensino para o retorno das aulas presenciais.

 

Neste momento, as escolas estaduais ainda estão funcionando de forma híbrida, com parte das turmas tendo aulas presenciais e a outra, aulas remotas.

 

Na vistoria, foram observadas a parte da estrutura física da escola, as condições de limpeza e higiene, a disponibilização dos equipamentos sanitários, como álcool em gel e pias para lavagem das mãos, além do uso da máscara.

 

A equipe da 1ª Promotoria de Justiça de Defesa da Educação foi recebida pela gestora geral do Cejol, Regina Pereira, que explicou os procedimentos que foram adotados para dar cumprimento às Diretrizes Pedagógicas para o Retorno Híbrido das Escolas da Rede Estadual de Ensino no Maranhão, que foram fixadas pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

O documento estabeleceu as medidas sanitárias e pedagógicas para o retorno presencial seguro das aulas nas escolas públicas maranhenses.

PALESTRA

No auditório da escola, em breve contato com alunos de turmas do segundo ano do ensino médio do turno matutino, o promotor de justiça Paulo Avelar falou sobre a importância do retorno seguro às atividades educacionais. “Apesar do desgaste que todos tivemos como decorrência da pandemia e do sofrimento que enfrentamos com as perdas de entes queridos, precisamos manter a esperança e caminhar adiante, com a certeza de que a educação é que pode transformar nossas vidas”, afirmou.

Ao final do encontro, Paulo Avelar conclamou os estudantes a seguirem obedecendo as normas sanitárias de prevenção à Covid-19, contribuindo para o controle da pandemia, ao mesmo tempo em que colocou o Ministério Público à disposição da comunidade escolar para garantir o direito à educação.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.