Polícia prende servidores do Detran/MA e despachante por fraude em Imperatriz

9:55:00 AM

 

A Polícia Civil do Maranhão prendeu em flagrante, nesta terça-feira (10), na cidade de Imperatriz, durante operação para cumprimento de mandados de busca e apreensão, o vice-presidente do Sindicato dos Servidores do Detran-MA, de iniciais P. R. L., que tem a função de assistente de trânsito, outro servidor do órgão e um despachante.

No momento do cumprimento de um dos mandados de busca, foi verificado que o servidor, que é concursado do órgão, estava inserindo ilegalmente informações na base de dados do Detran-MA. Após a confirmação da ilegalidade praticada, ele foi preso em flagrante.

Segundo informações da polícia, as investigações sobre essa prática criminosa vinham sendo feitos desde 2019, com a colaboração do próprio Detran-MA, uma vez que o órgão controla, rastreia e audita, periodicamente, todos os dados que são inseridos no sistema, inclusive por meio de senhas e de IPs. Com isso, foi possível detectar eventual irregularidade ou atipicidade em curto espaço de tempo.

Os dados estavam sendo inseridos em horários fora do expediente. No período da pandemia, os investigados chegaram a acessar o sistema sem a autorização do Detran, mesmo o órgão estando com as atividades suspensas.

Durante esse período, os suspeitos já estavam sendo acompanhados pelos investigadores e pelo setor de informática do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos (DCCT) da Polícia Civil.

Ainda de acordo com as investigações, o dirigente sindical seria a pessoa, entre os investigados, que praticava de forma mais frequente as inserções fraudulentas, provavelmente acreditando que sua representação sindical o acobertaria das práticas ilegais que realizava. No ato da sua prisão, ele estava inserindo dados no sistema, relativos a uma habilitação, os quais já foram cancelados.

Servidor preso com armas

Outros servidores foram alvos de mandados de busca e apreensão, também decorrentes de uso considerado atípico do sistema. Outro servidor, concursado do órgão, estava com um verdadeiro arsenal de armas e munições em sua residência, tendo sido autuado em flagrante.

Os policiais também prenderam um despachante da Cidade de João Lisboa, que atuava em Imperatriz. Ele seria o facilitador e o elo entre usuários e os servidores que fraudavam os dados no sistema do órgão.

A operação foi coordenada pela Delegacia Regional de Policia Civil de Imperatriz, através do delegado Ederson Martins, com apoio do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos (DCCT/SEIC), bem como do Detran.

Da redação com informações do Gilberto Lima

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Olá Seja Bem Vindo (a)
Agradecemos pela sua Visita.
Obs: Comentários ofensivos e outros tipos de comentários serão retirados do ar.