Arrependimento de Bolsonaro sobre vice repercute entre deputados

7:50:00 PM


O arrependimento público de Jair Bolsonaro sobre a escolha de Hamilton Mourão para o cargo de vice-presidente durante a reunião que chancelou a criação de seu novo partido, Aliança pelo Brasil, repercutiu nesta quarta-feira (13) entre os parlamentares.

Segundo presentes, durante o encontro, Bolsonaro se dirigiu a Luiz Philippe de Orleans e Bragança e disse que tinha uma dívida eterna com o ‘príncipe’. “Você deveria ter sido meu vice, e não esse Mourão aí. Eu casei, casei errado”, teria dito Bolsonaro

Ex-aliado do presidente, o deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) não teve papas na língua. “Como vc é mentiroso , Jair Bolsonaro, fale para o Brasil por qual motivo você não colocou o ‘Frozen’ e chamou o Mourão. Fale da ligação às 5 horas da manhã”, escreveu em sua conta no Twitter. Sem contar o porquê, Frota afirmou que o presidente telefonou para seu celular do aeroporto do Rio de Janeiro pedindo o número do Levy Fidelis, presidente do partido do vice de Bolsonaro, para que este pudesse entrar em contato com Mourão.

Deputado Bohn Gass (PT-RS) expressou surpresa com a forma de tratamento concedida a Mourão que hoje atua junto com o mandatário. “Se ele trata desta forma o seu próprio vice, que é um general, pode-se imaginar o que Bolsonaro não faz com outros subalternos menos graduados...”.

“Jair Bolsonaro, além de tudo, é um mau caráter total, incapaz, ingrato, dependente das loucuras dos filhos. Essa sobre o vice Mourão mostra bem claramente o quanto ele é pusilânime!”, comentou o vice-líder do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry (MA).

Líder do PSOL na Câmara dos Deputados, Ivan Valente (SP), aproveitou para lembrar da relação do atual presidente com a milícia do Rio. “Bolsonaro brigou com o PSL; brigou com seu braço direito, (Gustavo) Bebbiano; brigou com o vice Mourão; brigou com deputados que sempre o defenderam; brigou com Venezuela, Argentina e China; brigou com (Emmanuel) Macron; brigou com o Supremo Tribunal Federal (STF); brigou com governadores; mas está de bem com as milícias”, comentou.

À Revista Crusoé, no entanto, o Deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP) confirmou a versão de que Bolsonaro haveria descartado seu nome como vice em razão de um suposto dossiê falso, com fotos em uma "suruba gay ou batendo em mendigo". Mas ressaltou que o dossiê teria sido uma armação de Bebbiano.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.