São Luís 407 anos: Centro de Iniciação ao Trabalho será entregue para população

6:04:00 PM


A comunidade da Liberdade e bairros adjacentes ganharão um espaço voltado para qualificação profissional. Trata-se do Centro de Iniciação ao Trabalho (CIT), equipamento comunitário que integra o Plano de Urbanização da Avenida Jackson Lago. O local será inaugurado na sexta-feira (6) como parte das homenagens ao aniversário dos 407 anos de São Luís, comemorado no domingo (8).

Segundo o secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Júnior, o “Centro vai garantir cursos de qualificação, oficinas, treinamento em diversas áreas para jovens e adultos, sem custo algum, visando a inclusão social, geração de renda e a inserção no mercado de trabalho. É o Governo do Estado trabalhando, fazendo mais para todos”, afirmou.

O gestor falou ainda que o Centro de Iniciação ao Trabalho vai funcionar por meio de uma gestão compartilhada, sendo que a Secretaria das Cidades garantiu a construção, já a Secretaria de Governo (Segov) será a responsável pela mobília, a Secretaria de Trabalho e Economia Solidária (Setres) ficará com a promoção dos cursos e a Secretaria de Igualdade Racial (SEIR) será a gestora do processo.

Segundo o coordenador de Economia Solidária da Setres, Ricarte Almeida, a secretaria vai oferecer um conjunto de 14 atividades no Centro. Essa demanda foi levantada a partir dos trabalhos desenvolvidos pela SEIR com diversas comunidades. “Os conteúdos, em sua maioria serão ministrados especificamente, para os cursos, e o restante será aplicado na formação sobre igualdade racial, no sentido de empoderar e valorizar as ancestralidades que a comunidade do bairro da liberdade apresenta”, argumentou.

Já o secretário da SEIR, Jerferson Pinheiro, explicou que o Centro vai possibilitar a integração da juventude e também de mulheres, no sentido de promover capacitações por meio de cursos e formação em diversos temas. Além de trabalhar com as incubadoras e com startups, o Centro será um espaço para estudar as questões étnico-raciais.

Cursos ofertados

Corte costura; estamparias (motivos afros e da cultura popular); curso de pintura em azulejos; oficina de customização; oficina de miniatura de personagem da cultura popular (veludo e canutilho); oficina de designer de moda afro; oficina de Hip Hop; oficina de adereço de orixás; oficina de turbante; oficina de modelo fotográfico e passarela para juventude; curso de bordado Richelieu; cursos de pequenos reparos para construção civil (para mulheres) e o curso de inclusão digital para jovens.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.