Flávio Dino critica Moro: juiz imparcial não pensa em "melindres"

11:28:00 AM

O governador Flávio Dino (PCdoB-MA) acusou o ministro da Justiça Sergio Moro de ter agido de modo parcial, na magistratura, em favor do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Em 2017, na condição de juiz federal, Moro repreendeu a Operação Lava Jato por abrir investigação contra FHC por denúncia de “caixa 2” numa das campanhas eleitorais do PSDB. O fato veio à tona na noite desta terça-feira (18) em novo capítulo da série que vem sendo publicada pelo site jornalístico The Intercept Brasil. 


FHC é personagem das novas denúncias do The Intercept Brasil
“Tem alguma coisa mesmo seria do FHC? O que vi na TV pareceu muito fraco?”, escreveu Moro para o procurador Deltan Dallagnol em uma mensagem no aplicativo Telegram. Dallagnol reconheceu a fragilidade de sua investigação, mas afirmou que era preciso reforçar “imparcialidade” da força-tarefa da Lava Jato. Moro, então, adverte o procurador: “Ah, não sei. Acho questionável pois melindra alguém cujo apoio é importante”.

A postura irregular de Moro – uma afronta ao Estado Democrático de Direito – foi recriminada nesta quarta-feira (19) por Flávio Dino, que também é ex-juiz federal. Segundo Dino, “um juiz, quando conduz um processo com imparcialidade, não pensa em ‘apoios’ e ‘melindres’. Pensa apenas na Constituição e na Lei”.

O The Intercept também revelou que procuradores da Lava Jato planejaram acobertar as menções a FHC nas delações premiadas obtidas pela operação. O tucano foi citado por detaltores como Pedro Corrêa e Néstor Cerveró.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Olá Seja Bem Vindo (a)
Agradecemos pela sua Visita.
Obs: Comentários ofensivos e outros tipos de comentários serão retirados do ar.