Formalização impulsiona microempreendedora a investir em loja virtual evangélica

1:30:00 PM



A empreendedora Jaqueline Silva, de Santa Inês, identificou uma oportunidade de negócio quando participou de um evento evangélico, onde teve a ideia de investir em camisetas com a temática cristã, usando frases motivacionais, citações e versículos bíblicos que estampam os mais variados modelos. E com ousadia, um pouco mais de mil reais e usando ferramentas digitais como o Instagram e o Facebook, criou a loja virtual onde expõe seus produtos - a Marca da Noiva. A loja está funcionando a cerca de um ano e com perspectivas de ampliação para loja física.

“Eu observei que tinha espaço no mercado para esse tipo de negócio e estou muito satisfeita com os resultados. Quando surgiu a ideia procurei o Sebrae, onde obtive orientação empresarial e consultorias especificas para o meu tipo de negócio. Também um passo que considero importante foi formalizar como microempreendedora individual, pois estando legalizada cumpro meu papel de cidadã, pagando meus impostos e utilizando benefícios que a lei me garante, como o auxílio maternidade”, pontua Jaqueline.

Jaqueline é um dos exemplos de milhares de microempreendedores que encontraram na formalização o impulso que precisaram para seu negócio. O Microempreendedor Individual (MEI) é quem trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. Desde que essa figura jurídica foi criada (pela Lei Complementar 128/2008), já soma mais de 8 milhões no Brasil e 97.453 no Maranhão.

“Para ser um MEI é necessário faturar até R$ 81.000,00 por ano e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular; também pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria e tenha carteira assinada”, explica o gerente regional do Sebrae em Santa Inês, Wamberg Amaral.

SEMANA MEI
De 20 a 24 de maio, o Sebrae promove simultaneamente, em todo o país, uma semana inteira com ampla programação digital e presencial. São oficinas, cursos, palestras, seminários e orientações técnicas, que têm como foco apoiar os MEIs e os empreendedores interessados em se formalizarem como MEI.

O objetivo da iniciativa é oferecer subsídios para que os empresários possam agregar mais valor aos seus produtos e serviços e alcançar melhores resultados em seus negócios. Presencialmente, serão oferecidos atendimentos especializados, focados nas dificuldades e deficiências gerenciais e de competitividade dos microempreendedores individuais. Pela web, serão disponibilizadas dicas sobre gestão, crédito, finanças, marketing digital, benefícios de ser MEI, direitos e deveres, além de conteúdos específicos para alguns segmentos de maior volume do MEI como Alimentos e Bebidas, Beleza, Construção e Reforma, Energia, Saúde e Bem-estar, Turismo, Vestuário, Calçados e Bolsas. 

A regional do Sebrae em Santa Inês está desenvolvendo durante esta semana capacitações, cursos e palestras direcionadas aos comerciantes de pequenos negócios em oito municípios. Toda programação é gratuita, as inscrições podem ser feitas na Sala do Empreendedor que funciona na prefeitura de Santa Inês ou no escritório do Sebrae, localizado no edifício empresarial João Rolim, na Rua do Comércio, centro da cidade.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.