Flávio Dino alerta para situação de gravidade na Ilha de São Luís

11:40:00 AM


O governador Flávio Dino (PCdoB), disse em entrevista coletiva virtual, nesta sexta-feira (28) que o Maranhão apresenta trajetória de grande crescimento de casos e internações nas duas últimas semanas do mês de maio. Ele alertou para a situação grade de ocupação de leitos em São Luís.

“Existe uma ideia falsa de que a pandemia foi embora. Uma resistência contra as medidas restritivas e o que acontece? Nós temos essa grave situação de crescimento. No caso de São Luís a situação é bem grave. A ocupação de Uti ontem foi de 98 por cento e de leitos clínicos de 88 por cento. Se o quadro continuar assim teremos que transferir pacientes de São Luís para outras cidades do Maranhão”, afirmou.

Flávio Dino fez um apelo à população para que restrinja a sua movimentação e que utilize máscaras em caso de necessidade de deslocamento. “Tem gente que diz que vai para a festa poriue eu já tomou a vacina e não acredita no coronavírus ou que os pais já foram vacinados, mas ela pode necessitar de um leito de UTI em caso de outra doença. E para onde ela vai se não existir leitos de UTI?”, alertou.

O governador destacou o resultado dos exames no Instituto Evandro Chagas, no Pará que descartou a transmissão local variante indiana do novo coronavírus em São Luís.

Flávio Dino anunciou a alteração no padrão mínimo de eficiência de vacinação nos municípios para 85 por cento. Dessa forma, os municípios que estão vacinando com mais rapidez passarão a receber mais vacinas. Dino anunciou auxílio aos municípios na vacinação de acordo com o PNI, além do fornecimento de insumos necessários.

Dino citou como exemplos, a cessão das instalações da Uema para instalação pela Prefeitura de São Luís de um novo ponto de vacinação. E anunciou a reativação do ponto de vacinação no Shopping Pátio Norte como forma de auxiliar a vacinação nos outros municípios da Ilha, além do auxílio na vacinação na Raposa.

O governador disse que tem sido questionado sobre lockdown, mas disse que essa é uma medida extrema. “Lockdown não é resposta fácil, não é resposta simples”. Ele lembrou que o Maranhão tem 217 cidades e que os prefeitos tem autonomia para adotar o lockdown se necessário, além das medidas restritivas. “Essa é a decisão pela qual não existe decisão nesse momento sobre lockdown pelo governador”, explicou.

Flávio Dino disse que as medidas restritivas em vigor serão prorrogadas até 7 de junho e afirmou que avaliará os dados da pandemia no fim de semana. Ele confirmou uma nova reunião entre os dirigentes dos poderes na próxima semana.

Ao final da entrevista, Flávio dino anunciou que iniciará a vacinação dos profissionais de comunicação.

Foto: Reprodução

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.