Governo do Maranhão segue investindo no intercâmbio universitário

7:04:00 PM


395 estudantes já foram enviados a vários países do mundo desde que Flávio Dino assumiu o Palácio dos Leões

Montpellier, no sul da França, é um dos destinos visitados por estudantes maranhenses
Conhecer de perto os encantos da arquitetura medieval na Place de la Comedie (Praça da Comédia), no centro de Montpellier, cidade localizada no Sul da França, era sonho impensável para a maranhense Thaylane Evelyn Santos.

Estudante do 3º período de Química Industrial da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Thaylane não imaginava que aos 19 anos faria seu primeiro intercâmbio internacional. E o melhor: com todas as despesas pagas.

Ela faz parte do grupo de 80 alunos que foram selecionados na 5ª edição do programa Cidadão do Mundo, iniciativa estadual que desde 2016 oferece intercâmbio internacional a estudantes maranhenses entre 18 e 24 anos, egressos da rede pública de ensino.

Foram selecionados alunos de São Luís, Imperatriz, Santa Inês, Pinheiro, Lago Verde, Caxias, Bom Lugar, Davinópolis e Bacabal. Na escala, três destinos para formação nas línguas inglesa, espanhola e francesa: Cidade do Cabo (África do Sul), Córdoba (Argentina) e Montpellier (França). Esta última cidade será a casa de Thaylane pelos próximos três meses.

“Tem sido muito enriquecedor conseguir ver de perto e viver um contexto cultural totalmente diferente do que a gente está habituado. Já fizemos excursões, visitas, conhecemos a dança típica, jogamos um jogo clássico da região e várias outras coisas”, conta Thaylane, que está há duas semanas na França.

Durante o período de intercâmbio, Thaylane e os demais participantes do Cidadão do Mundo recebem bolsa auxílio no valor total de R$ 4,5 mil, além de seguro de saúde, passagens e acomodação em casa de família. Todas as despesas são custeadas pelo Governo do Estado.

Para a universitária, a oportunidade é uma experiência “única e completa”. Ela já até cogita a possibilidade de fazer uma pós-graduação fora do Brasil.

“Essa experiência é de verdade um divisor de águas na vida de qualquer pessoa que tenha essa chance, porque abre portas para novas oportunidades, como, quem sabe, um mestrado no exterior. É uma imersão; desde a casa de família em que a gente fica até a escola de idioma”, frisa.

Imersão cultural

A 12,4 mil km de Montpellier, na Cidade do Cabo (CapeTown), município portuário na costa sudoeste da África do Sul, outro selecionado do Cidadão do Mundo, Lucas Diniz, estudante do 6º período do curso de Direito da UFMA, aproveita para aperfeiçoar o inglês e conhecer a cultura e paisagens mundialmente requisitadas do local.

Nesse início de intercâmbio ele já visitou o Cape of Good Hope (Cabo da Boa Esperança), a Table Mountain (Montanha da Mesa) e a Lion’s Head (Cabeça de Leão), elevação que permite uma visão em 360° da Cidade do Cabo.

“Estou podendo conhecer museus e pontos turísticos que eu só conhecia nos livros de História. Agora os vejo pela janela do meu quarto. É muito surreal”, relata Lucas.

Lucas conta que sempre quis fazer intercâmbio, mas esse tipo de experiência era financeiramente inacessível. “Com o Cidadão do Mundo, além de melhorar meu inglês, estou podendo vivenciar uma imersão em outro mundo, cultura e história. O que contribui não somente no aprendizado da língua, mas também na amplitude da visão de mundo que tenho”, ressalta o intercambista.

Para Thaylane Evelyn, é justamente essa combinação de aprendizados que faz do programa um diferencial. “O Cidadão do Mundo é importante por isso. Ele não só propicia ao aluno a oportunidade de falar uma nova língua, mas também promove um conhecimento cultural imenso. É muito gratificante ver que o governo está investindo na gente, para que futuramente possamos de alguma forma dar retorno”, enfatiza Thaylane.

Ao todo, 395 estudantes já foram enviados a vários países do mundo para o aprendizado internacional por meio do programa.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.