Associação de juízes entrega carta a Lula em o reconhece como preso político

7:30:00 PM

"Nós reconhecemos nessa carta que Luís Inácio Lula da Silva é um preso político", disse a desembargadora Kenarik Boujikian durante entrega formal de carta da Associação de Juízes para a Democracia aos escritores Fernando Morais e Raduan Nassar, que levaram o documento até Lula
Na tarde desta quinta-feira (8), a Associação de Juízes para Democracia (AJD) levou carta ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva em que repudia a condenação do petista e exige sua liberdade imediata. O documento foi levado a Lula pelos escritores Fernando Morais e Raduan Nassar.

“Nós reconhecemos nessa carta que Luís Inácio Lula da Silva é um preso político”, disse a desembargadora Kenarik Boujikian, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), ao ler trecho da carta enviada ao ex-presidente durante coletiva de imprensa realizada na vigília de apoiadores do petista, em frente à superintendência da Polícia Federal.

“A AJD, que não pode negar toda a sua trajetória histórica nem abandonar os compromissos democráticos que justificam a sua existência, que não pode tolerar nem se omitir nem capitular diante de tantas violações à Constituição, aos princípios democráticos, à soberania popular e até mesmo ao respeito devido ao Supremo Tribunal Federal e à independência do Poder Judiciário, tem o dever de reconhecer e afirmar o caráter político da ilegal e inconstitucional prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva”, diz o trecho destacado por Kenarik.

“A liberdade do ex-Presidente Luís Inácio Lula da Silva, neste momento, é requisito essencial para a retomada do Estado Democrático de Direito em nosso país, condição para a superação da crise político-institucional em curso e o mais pronto retorno possível à normalidade democrática. Lutar pela retomada democrática do Brasil, hoje, é, também, lutar por JUSTIÇA PARA EX-PRESIDENTE LUÍS INÁCIO LULA DA SILVA”, conclui a carta lida por Kenarik.


A presidenta da AJD, Valdette Severo, fez a entrega da carta para os premiados escritores Fernando Morais e Raduan Nassar, que levaram o documento ao ex-presidente. Severo criticou as políticas autoritárias tomadas pelo governo Bolsonaro e exaltou o Estado Democrático de Direito. A jurista ainda convocou para um debate realizado na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.