Postado em: 3 de agosto de 2022 | Por: Ezequiel Neves

Simone Tebet confirma chapa feminina à Presidência com Mara Gabrilli, do PSDB, como vice


A senadora Simone Tebet, candidata do MDB à Presidência da República, confirmou na manhã desta terça-feira (2) a também senadora Mara Gabrilli (PSDB) como sua vice na chapa que disputará a eleição de outubro.

O anúncio foi feito na cidade de São Paulo, após conversas entre as duas candidatas e os presidentes dos três partidos da aliança – Baleia Rossi (MDB), Bruno Araújo (PSDB), Roberto Freire (Cidadania) – e o senador Tasso Jereissati (PSDB).

“Eu tinha dúvida, Mara, se uma chapa 100% feminina seria aceita. Que bom que as [pesquisas] qualitativas mostraram que homens e mulheres estão prontos para votar nessa chapa. E quando fiz o convite para você, esperando que você fosse dizer ‘vou pensar um pouquinho, eu tenho algumas limitações’, Mara disse, na sua generosidade, ‘Simone, que honra. Como vai ser bom falar para o Brasil da nossa causa e da nossa luta’”, afirmou Tebet.

Deficiente física, Mara Cristina Gabrilli é psicóloga e publicitária de formação, e foi eleita senadora por São Paulo em 2018. Antes disso, havia sido deputada federal e vereadora na capital paulista.

“O racismo é destrutivo. Impede uma convivência harmônica”, diz Carlos Brandão sobre violência sofrida por filhos de brasileiros

 



Por meio das suas redes sociais, o governador Carlos Brandão se solidarizou com a Titi e o Bless, filhos dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank e todas as vítimas de racismo.

Em entrevista ao Fantástico, Giovana e Bruno Gagliasso deram detalhes sobre as ofensas racistas que sofreram em Portugal.

“O racismo é destrutivo. Impede uma convivência harmônica, pautada no respeito, empatia e, consequentemente, de construirmos uma sociedade melhor. Minha solidariedade a Titi e Bless, filhos dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, e todas as vítimas dessas ações criminosas”, publicou o governador.

O lamentável episódio ganhou repercussão nas redes sociais.

Maura Jorge é chamada atenção após incapacidade de cuidar do matadouro municipal


Após denunciar sobre a precariedade das condições do imóvel destinado ao funcionamento do matadouro municipal, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) pediu que a prefeita Maura Jorge elabore imediatamente um projeto e conclua serviços de reforma em toda parte interna do estabelecimento.

Maura Jorge também terá que adequar às condições mínimas de higiene, utilizando-se de material de fácil limpeza para o revestimento da área interna (azulejos), pintura com tinta lavável para o restante da parede, proporcionando uma melhor higienização do ambiente, além de providenciar a instalação de forro ou laje no telhado, na área do abate, cobrindo a parte da fiação atualmente exposta e ajeitar o piso que se encontra desgastado.

O local está completamente abandonado e invadidos por insetos e animais transmissores de doenças.

Entre tantos requisitos, O MPMA pediu ainda que Maura Jorge instale lavatórios apropriados de equipamentos de esterilização, reforme o sistema de esgotamento do ambiente e implante serviço sistemático de recolhimento do lixo produzido no matadouro municipal, no que diz respeito às carcaças dos animais rejeitados em decorrência da imprestabilidade da carne.

Por fim, que a prefeita disponibilize os serviços de Médico Veterinário para que execute a fiscalização e o exame sistemáticos do abate dos animais, para que possa constatar a prestabilidade das carnes para o consumo humano.

Decisão do PP nacional sobre coligações com o PT não interfere no Maranhão


O deputado André Fufuca (PP) comentou sobre a decisão do diretório nacional do Partido Progressistas em suspender coligações da sigla com o Partido dos Trabalhadores (PT).

Aliado do governador Carlos Brandão (PSB), que tem como candidato a vice-governador Felipe Camarão do PT, questionado, André Fufuca respondeu:

“Interfere zero. Só atinge onde esteja na cabeça de chapa. Não é o caso do Maranhão”, disse o parlamentar, presidente do PP/MA e líder do partido na Câmara.

O presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, esclareceu que o veto é a coligações em que o PT esteja na cabeça de chapa majoritária, mas não atinge qualquer tipo de coligação em que eventualmente faça parte.

Postado em: 2 de agosto de 2022 | Por: Ezequiel Neves

Felipe Camarão ‘joga por terra’ fake news sobre candidatura

 

Follow Felipe Camarão🦐's (@FelipeCCamarao) latest Tweets / Twitter

O ex-secretário de Educação e candidato a vice-governador, Felipe Camarão (PT) divulgou nota sobre a inverídica suposição de inelegibilidade da sua candidatura.

1- O ato publicado no dia 27 de julho de 2022 é uma mera formalidade e, em verdade, desnecessária do ponto de vista jurídico na medida em que o ocupante de vaga no Conselho não é a pessoa física, mas sim o ocupante do cargo de Secretário de Estado da Educação conforme estabelece o art. 3º do ato que cria o referido conselho.

2- Deste modo, a exoneração publicada no diário oficial do dia 31 de março de 2022 é ato suficiente para que a pessoa física Felipe Camarão deixasse todas as atribuições referentes ao Cargo de Secretário de Estado da Educação, inclusive a atribuição de fazer parte do Conselho Administrativo do Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria;

3- Ademais, mesmo que haja uma errônea interpretação de necessidade de pedido formal de desincompatibilização, o oficio solicitando o desligamento da função de conselheiro foi encaminhado ao gabinete do governador na data de 9 de junho de 2022 pelo ofício nº 523/2022-GAB/IPREV satisfazendo assim, também, a legislação que determina que conselheiros se desincompatibilizem até 90 dias antes do pleito o que, para esta eleição, era o dia 02 de julho de 2022.

4- Por fim, resta esclarecer que este conselho não é remunerado e que não houve qualquer ato emitido, ou participação em qualquer reunião desde o real afastamento das funções de Secretário de Estado da Educação na data de 31 de março de 2022, comprovando assim o afastamento, além de legal e formal, também de fato dessa função, bem como de todas as outras referentes ao cargo de Secretário de Estado da Educação.

5- Deste modo, está provado que não há qualquer vinculação jurídica ou de fato com as atribuições de Secretário de Estado da Educação, inclusive com relação ao Conselho de Administração do Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria respeitando, portanto todas as determinações da legislação eleitoral vigente

Soliney Silva desiste de candidatura a deputado estadual

 


O ex-prefeito de Coelho Neto e ex-deputado estadual Soliney Silva desistiu de concorrer a uma vaga para Assembleia Legislativa neste ano.

Ele era pré–candidato a deputado estadual pelo MDB e aparecia em todas as pesquisas em Coelho Neto.

Soliney enviou a nota que enviou ao MDB comunicando da desistência.

Veja abaixo: 


Com informações do Blog Elias Lacerda

Polícia Federal apura lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas

 


 A Polícia Federal (PF) iniciou, hoje (2), operação para aprofundar a investigação de crimes de lavagem de capitais relacionados a tráfico internacional de drogas. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em Cajamar e um em Santana do Parnaíba, ambas na Região Metropolitana de São Paulo.

As investigações que resultaram na Operação Blanched começaram a partir de informações que apontaram para movimentação incomum de R$ 5,2 milhões, entre fevereiro de 2019 e fevereiro de 2020, em conta bancária na cidade de Cajamar. Os valores eram depositados por empresas já investigadas pela Polícia Federal por não serem operacionais e abertas, sequencialmente, por organização criminosa especializada em lavagem de dinheiro e envolvimento com tráfico internacional de drogas.

“As empresas estão registradas como pessoas jurídicas voltadas a serviços de cobrança, agenciamento, bebidas, administração imobiliária, comércio eletrônico e atacadista do setor de alimentos, com sedes nas cidades paranaenses de São José dos Pinhais, Colombo e Foz do Iguaçu, além de Jundiaí, no interior de São Paulo”, disse a PF.

De acordo com a PF, alguns dos sócios das empresas identificadas figuram como beneficiários do auxílio-emergencial, demonstrando absoluta incompatibilidade de renda com os valores movimentados e, até o momento, não foram encontrados registros ou documentos, como notas fiscais, que justifiquem os valores movimentados.

(Informações da Agência Brasil)