Postado em: 29 de novembro de 2021 | Por: Ezequiel Neves

Pix vai permitir saque de até R$ 500 em lojas ou supermercados; Saiba como vai funcionar

 

Pix – Wikipédia, a enciclopédia livreA partir desta segunda-feira (29) passam a valer duas novas modalidades do Pix: Saque e Troco. Os usuários poderão fazer saques em locais como padarias, lojas de departamento e supermercados, não apenas em caixas eletrônicos.

Segundo o Banco Central (BC), a oferta dos dois novos produtos da ferramenta aos usuários é opcional, cabendo a decisão final aos estabelecimentos comerciais, às empresas proprietárias de redes de autoatendimento e às instituições financeiras.

Pix Saque

O Pix Saque permitirá que os clientes de qualquer instituição participante do sistema realizem saque em um dos pontos que ofertar o serviço.

Estabelecimentos comerciais, redes de caixas eletrônicos compartilhados e participantes do Pix, por meio de seus serviços de autoatendimento próprios, poderão ofertar o serviço. Para ter acesso aos recursos em espécie, o cliente fará um Pix para o agente de saque, em dinâmica similar à de um Pix normal, a partir da leitura de um QR Code ou do aplicativo do prestador do serviço.

Pix Troco

No Pix Troco, a dinâmica é praticamente idêntica. A diferença é que o saque de recursos em espécie pode ser feito durante o pagamento de uma compra ao estabelecimento. Nesse caso, o Pix é feito pelo valor total, ou seja, da compra mais o saque. No extrato do cliente aparecerá o valor correspondente ao saque e à compra.

Limite

O limite máximo das transações do Pix Saque e do Pix Troco será de R$ 500,00 durante o dia, e de R$ 100,00 no período noturno (das 20h às 6h). De acordo com o BC, haverá, no entanto, liberdade para que os ofertantes dos novos produtos do Pix trabalhem com limites inferiores a esses valores, caso considerem mais adequado aos seus fins.

Tarifas

De acordo com o BC, não haverá cobrança de tarifas para clientes pessoas naturais (pessoas físicas e microempreendedores individuais) por parte da instituição detentora da conta de depósitos ou da conta de pagamento pré-paga para a realização do Pix Saque ou do Pix Troco em até oito transações mensais. A partir da nona transação realizada por mês, as instituições financeiras ou de pagamentos detentoras da conta do usuário pagador podem cobrar uma tarifa pela transação.

O valor da tarifa cobrada é de livre estabelecimento pela instituição e deve ser informado ao usuário pagador antes da etapa de confirmação da transação. “Os usuários nunca poderão ser cobrados diretamente pelos agentes de saque”, destacou a instituição.

O BC explica ainda que os quatro saques tradicionais gratuitos realizados pelo usuário fora do âmbito do Pix Saque e Pix Troco podem ser descontados da franquia de gratuidades (oito por mês). Ou seja, se o usuário realizar um saque da sua conta, sem ser por meio do Pix Saque ou Pix Troco, esse saque poderá ser contabilizado e sua franquia de gratuidades poderá ser reduzida de oito para sete, a critério da instituição.

Para o comércio que disponibilizar o serviço, as operações do Pix Saque e do Pix Troco representarão o recebimento de uma tarifa que pode variar de R$ 0,25 a R$ 0,95 por transação, a depender da negociação com a sua instituição de relacionamento.

Agência Brasil

Criança de quatro anos morre atropelada na região do Anil, em São Luís

 

Uma criança de quatro anos foi morta por atropelamento, na noite desse domingo (28), na Rua Presidente Lula, no bairro Cutim Anil, nas proximidades do condomínio Eco Park 1, em São Luís.

Pelas informações, o menino soltou a mão da mãe, em frente à Farmácia Pague Menos, atravessou a pista e foi atropelado. Ele morreu no local.

O motorista atropelador, que dirigia um veículo Fiesta, de cor vermelha e placa PSA-9668, estava a caminho da igreja. 

De acordo com testemunhas, ele não estava alcoolizado e nem dirigia em alta velocidade.

Uma guarnição da PM chegou imediatamente ao local e efetuou a prisão do motorista, que foi conduzido à delegacia para autuação em flagrante.

Ele deverá responder por homicídio culposo, previsto no artigo 302 do CTB (praticar homicídio culposo na direção de veículo automotor: penas - detenção, de dois a quatro anos, e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor).


Fonte: Blog do Gilberto Lima 

Democracia Partidária

 


Por José Sarney

Também eu já tive problemas com prévias para escolher candidato à Presidência da República. A primeira vez foi em 1984.

A democracia partidária é o instrumento necessário para que um partido possa estabelecer seu programa e escolher os nomes que o conduzirão.

Todos os males dos partidos políticos residem em sua manipulação. Todas as medidas que se têm tentado visam à democratização dos partidos. No Brasil a tendência é, agora, dos partidos com donos. Todos querem ter o seu partido, particular, sem uma salutar militância. Para evitar isso temos que mudar o sistema partidário, acabar com o voto proporcional e praticar uma verdadeira democracia interna, cujas obediência e disciplina não sejam fruto do medo da exclusão ou da discriminação e sim da capacidade e da liderança.

Não quer dizer que no sistema atual não se possa fazer campanhas vitoriosas: os salvacionistas, os populistas que apelam ao povo o mandato para varrer os inimigos abundam na História. Os resultados são trágicos para a Democracia: precisam da exceção ou da ameaça para governar. Isso vale para os casos que atingem a Humanidade, como Hitler e Mussolini, e para os casos regionais, de países que sofrem um processo de implosão, como a Venezuela de Chávez ou as Filipinas de Duterte.

Em 1984 a regra da eleição presidencial era de o Presidente da República ser escolhido por um Colégio Eleitoral. Nesse eleitorado o PDS, que eu presidia, tinha maioria. Era o regime da Emenda Constitucional no 1, isto é, a Constituição de 1969, feita para manter o controle da sucessão presidencial na mão dos militares. Mas os fatos se impunham. A campanha das Diretas Já havia mobilizado o País e, apesar da Emenda Dante de Oliveira não ter alcançado o quórum para alterar a Constituição, o clima era o de restabelecimento da democracia.

No PDS vários nomes se punham como candidatos: o Vice-Presidente, Aureliano Chaves, o ministro Mário Andreazza, o Senador Marco Maciel e o Deputado Paulo Maluf. Este último fazia uma campanha extravagante, cooptando eleitores com os mais variados instrumentos, inclusive os financeiros. Esta campanha com um universo restrito de eleitores não tinha mais legitimidade. Propus a realização de prévias, aceitas por todos, menos por Maluf. Estávamos trabalhando para realizá-las quando o Presidente Figueiredo as desautorizou. Quer dizer: me desautorizou.

No dia 11 de junho havia reunião da Executiva do Partido. Alguns partidários de Maluf avisaram que me partiriam a cara. Por precaução botei um revólver na cintura. Ninguém tentou me bater. Renunciei à presidência do partido em meio a grande agitação, mas sem violências.

Dali saiu a Aliança Democrática, que viabilizou a candidatura de Tancredo Neves: Aureliano, Marco Maciel, Jorge Bornhausen, Guilherme Palmeira e muitos outros nos juntamos a Ulysses Guimarães, que conduziu o PMDB. Na reunião do Colégio Eleitoral de 15 de janeiro de 1985 fomos eleitos, por 480 a 180 votos, Tancredo e eu, Presidente e Vice-Presidente da República.

Tancredo sempre dizia que com meu gesto começara a vitória.

Postado em: 27 de novembro de 2021 | Por: Ezequiel Neves

Felipe Camarão reúne mais de 2 mil em ato político em Viana

 

“Felipe Camarão nos representa muito e a nossa juventude está sendo reconhecida e agraciada com inúmeros projetos. Hoje Camarão significa o avanço na educação maranhense”. As palavras emocionadas são do jovem Wesley Amorim, do município de Palmeirândia, que participou do ato “Avante, Maranhão” realizado nesta sexta-feira (26), na cidade de Viana, para apresentar a pré-candidatura de Felipe Camarão (PT) ao governo do Estado. O ato reuniu mais de 2 mil pessoas da baixada maranhense e de outras regiões do Estado.

“É um sentimento de reconhecimento ao trabalho do ex-presidente Lula, que será nosso futuro presidente da República; do trabalho do governador Flávio Dino; do trabalho que a gente vem desenvolvendo à frente da Secretária de Educação. Um trabalho do nosso partido, do nosso governo, um trabalho de fé e esperança. Essa foi a mensagem que passamos ao longo desses dias e é essa a mensagem que trouxemos aqui para a Baixada Maranhense e para a cidade de Viana. Aqui me sinto em casa, pois tenho raizes muito forte em Viana”, destacou Felipe Camarão.

O ex-deputado estadual, federal e ex-prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, esteve presente no ato político em Viana e recebeu elogios de Felipe Camarão pela sua trajetória política no Maranhão.

“Quero ser, companheiro Dutra, um lutador como você foi em toda a sua história. Eu a cada pessoa aqui presente, mas eu não posso deixar de agradecer, de maneira nominal e fraterna, a sua presença aqui hoje, a sua colaboração e a sua liderança”, expressou Felipe.

Felipe Camarão agradeceu, ainda, o presidente do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores, Augusto Lobato, pela condução estratégica do PT no Maranhão, que uniu o partido. “Se o nosso partido hoje está unido é em torno de sua liderança, presidente Lobato. Eu quero agradecer, em nome da nossa candidatura, a sua pessoa, você nos conduziu até aqui e nós acreditamos na sua sabedoria, na sua liderança para os próximos passos do nosso partido”, concluiu Camarão.

Durante o seu discurso em Viana, Augusto Lobato fez elogios a Felipe Camarão pela sua trajetória na pasta da educação do Estado. “Felipe Camarão veio para o nosso partido com a missão de apresentar a sua pré-candidatura ao povo do Maranhão, com muita clareza e muita firmeza. Camarão é um jovem humilde, professor, que está fazendo uma revolução na história do Maranhão. Talvez ele seja, entre os secretários de educação, o melhor secretário que o Maranhão já teve”, exprimiu.

O encontro comprovou a força de Felipe Camarão, como um jovem competente e trabalhador, que possui inúmeros requisitos para representar o povo maranhense e governar o Maranhão em 2023. O ato político realizado na casa de eventos Dodô Fest expressa a vontade do povo da baixada e de tantas outras regiões do estado em ter Camarão como seu representante para concorrer às eleições ao governo do Estado, em 2022.

Maria da Purificação, professora em São João Batista, acredita que Felipe Camarão é o nome certo para governar o Maranhão. “Eu acredito em Felipe Camarão, por ele ser o melhor secretário de toda a história do Maranhão, secretário que elevou o Ideb, reformou e construiu escolas e continua fazendo muito pela educação do Estado. Acredito que ele seja o melhor pré-candidato porque valoriza a educação”, exprimiu a professora.

A população vianense abraçou a pré-candidatura de Felipe Camarão. A multidão demonstrou carinho e a receptividade, prestigiando o ato político e abraçando a sua pré-candidatura ao governo do Estado. A vereadora no município de Guimarães, Krisbely Ferreira, também apoia a pré-candidatura de Felipe Camarão rumo ao governo do Maranhão.

“Estamos aqui neste grande evento, porque acreditamos, confiamos no Felipe Camarão, uma pessoa que já mostrou que tem potencial, através da educação, e o Maranhão está precisando de sangue novo, ideias novas e Camarão é a pessoa ideal para governar o nosso Maranhão”, ressaltou a vereadora.

O ato político marcou a presença de muitas lideranças políticas da região, como o prefeito de Pedro do Rosário, Toca Serra; os vice-prefeitos de Palmeirândia, Lúcio Henrique; de Alcântara, Nivaldo Araújo; de Matinha, Beto Pixuta; Bacurituba, Antônio Carlos; de Bequimão, Magal; o vice-presidente do PT no Maranhão, Francimar Melo; a dirigente nacional do PT, Criscielle Muniz; o deputado estadual, Zé Inácio, a secretária estadual de Mulheres do PT Ednalva Lima, líderes de partidos, representantes de movimentos sociais, entre muitas autoridades de diversos municípios da Baixada Maranhense, e da população que enxerga em Felipe Camarão a oportunidade de um Maranhão cada vez mais desenvolvido.

Presidente do Conass, Carlos Lula diz que Secretários estaduais de Saúde são unânimes em recusa ao Carnaval em 2022

 

Karlos Geromy/Governo do MaranhãoOs secretários estaduais de Saúde são unânimes na reprovação à realização de Carnaval em 2022. É o que afirma Carlos Lula, presidente do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e titular da pasta no Maranhão. “Entre os secretários, ninguém concorda com o Carnaval”, diz.

Ainda que o cenário da pandemia da Covid-19 esteja melhor que o de meses anteriores, há o temor de que as aglomerações gerem uma nova onda de contaminações.

Lula ressalta, por outro lado, que os secretários que existem outras razões para que os eventos sejam realizados, como, por exemplo, a pressão de profissionais da cultura.

Até o momento, ao menos 58 cidades paulistas já anunciaram o cancelamento dos festejos, entre elas São Luiz do Paraitinga, Franca e Ubatuba. Em capitais como São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro e Recife, a realização de eventos ainda é incerta e depende da evolução da pandemia.

SAAE da Raposa emite nota de esclarecimento sobre reajuste da tarifa da água

 


Em Vídeo o Diretor Kadson mostra a Verdade dita sobre o Projeto que tranmita na Câmara Municipal aonde virou polêmica e esclarece em detalhes sobre o mesmo. 

Então veja o com próprios olhos 👀  o vídeo que está nas plataformas das redes sociais. 

O espaço está aberto para os Vereadores da Câmara se Manifestar sobre a Polêmica. 


Yglésio diz que “risco de nova onda em fevereiro-abril é real”

 

Frente às discussões em torno do carnaval do próximo ano, o deputado Yglésio Moyses (PROS) utilizou as suas redes sociais para alertar para o risco que o carnaval tem sobre uma nova onda de casos da covid-19 no Maranhão, especialmente agora que foi descoberta a variante africana omicron, tida como a mais perigosa de todas.

Para Yglésio, que lamentou a situação, existem fatores que não dão aval para a liberação de aglomerações no período carnavalesco.

“Por mais que seja dolorido cancelar o Carnaval, é extremamente perigoso liberar as festas de Momo em 2022. A concentração de pessoas e o intercâmbio de moradores entre as cidades, somados à cobertura vacinal no MA <50%, não permitem. Risco de nova onda em fevereiro-abril é real”, pontuou o deputado.

Nova variante – Recentemente, a variante africana omicron foi descoberta e já conta com dezenas de casos confirmados na África. Na Europa, já há casos e países estão aplicando medidas de contenção.
A nova variante é vista pelos especialistas como a mais perigosa. A omicron tem 50 mutações, sendo 30 só na proteína S, que é a ‘chave’ para o vírus ter acesso às células humanas.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, apesar de inexistir casos confirmados no Brasil, reconhece o risco e solicitou a órgãos federais a aplicação de medidas de contenção da nova variante em solo brasileiro