Postado em: 21 de novembro de 2021 | Por: Ezequiel Neves

Felipe Camarão participa de Encontro Estadual Quilombola

 

Neste sábado (20), Dia Nacional da Consciência Negra, o Secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, participou do Encontro Estadual de Comunidades Quilombolas, na sede da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras do Estado do Maranhão (FETAEMA).

Organizado por entidades do Movimento Negro no Maranhão, como o Centro de Cultura Negra (CCN), Associação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Maranhão (ACONERUQ) entre outras, o encontro reuniu lideranças de diversas comunidades tradicionais maranhenses e trouxe para pauta de discussões temas como: políticas públicas de desenvolvimento das comunidades, respeito aos direitos dos povos quilombolas, titulação dos seus territórios e a luta contra o racismo.

“Momento de extrema importância para discussão de pautas para os povos quilombolas, que passam pela educação, titulação de terras, saúde, entre tantas ações necessárias para essas comunidades tradicionais. Fico muito honrado em participar desse momento e debater essas questões”, destacou Felipe Camarão.

Na oportunidade, Felipe Camarão se comprometeu em buscar junto ao governo do estado meios para a criação do Conselho Estadual de Educação Quilombola.

“Quero, aqui, me comprometer, junto com o Secretário Chico Gonçalves (SEDIHPOP), encaminhar uma minuta ao Governador Flávio Dino, para criação do Conselho Estadual de Educação Quilombola. É uma providência que depende do governador, depende de um Projeto de Lei para aprovação na Assembleia Legislativa. Vamos lutar por essa pauta”, pontuou Felipe Camarão.

“Hoje é um dia muito importante para nós, não só pelo encontro, mas, por ser o Dia da Consciência Negra, em um país que se levanta extremamente racista contra o povo negro. E a importância desse encontro é discutir questões pertinentes à saúde, à educação entre outras”, falou Raimária Cunha, da Comunidade Quilombola Fortaleza, em Cururupu.

O encontro contou ainda com a presença dos secretários de estado da Agricultura Familiar, Rodrigo Lago; de Direitos Humanos e Participação Popular, Chico Gonçalves; e de Igualdade Racial, Gérson Souza. Além do Deputado Federal, Bira do Pindaré.

Vereador Umbelino Junior anuncia filiação ao PDT

 


O vereador Umbelino Junior será candidato a deputado federal pelo PDT nas eleições do próximo ano. O anúncio foi feito no último sábado (20), durante o evento “Maranhão Mais Feliz”, realizado pelo Senador Weverton Rocha, no município de Timon, interior do Estado.

“Nós estamos caminhando para a filiação ao PDT, provavelmente realizaremos no dia 11 de dezembro, em um evento realizado pelo partido na capital maranhense”, disse Umbelino.

Umbelino Junior está no terceiro mandato como vereador de São Luís. É conhecido por ser um parlamentar atuante e por defender áreas da saúde e educação, além de representar diversas comunidades da capital e da zona rural de São Luís.

Presidente Jair Bolsonaro virá em dezembro ao Maranhão

 

Bolsonaro embarca nesta sexta para viagem a Dubai e outros países | Exame

A obra faz parte do antigo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A vinda do presidente à capital maranhense foi confirmada durante assinatura das certidões de regularização fundiária às famílias que residem nos apartamentos da Camboa.

O evento foi realizado pela Corregedoria Geral de Justiça.A conclusão oficial do projeto será realizada com a presença do presidente Bolsonaro.Essa será a segunda visita de Bolsonaro ao Maranhão, em 2021.

Em maio, o presidente entrengou a “Ponte Estaiada”, que liga os municípios Alto Parnaíba (MA) e Santa Filomena (PI). E também entregou títulos de propriedade rural em Açailândia. Na última visita, Bolsonaro ficou dois dias em solo maranhense.

Chamando Bom Jesus da Lapa

 

Entrevista José Sarney | Blog CB.PoderPor José Sarney

Eu era Governador do Maranhão e costumava viajar frequentemente ao interior do Estado. Muitas vezes, íamos também a outros Estados: a Boa Esperança, no Piauí, onde se construía a hidrelétrica; a Recife, sede da Sudene, onde, permanentemente, tínhamos assuntos a tratar sobre a Usina Hidrelétrica de Boa Esperança.

Um dia, saímos de São Luís para irmos a Minas Gerais, onde seria realizada uma reunião do conselho da Sudene, no avião Beechcraft que o Estado possuía. O piloto, que se chamava Ribamar, contava com uma experiência muito grande: fora piloto da Vasp, tinha 15 mil horas de voo. Fomos de São Luís a Boa Esperança e, em seguida, nosso destino era Montes Claros.

O voo seria longo, com umas quatro horas de duração. Saímos de Boa Esperança às 10 horas da manhã. Eu pedi a Ribamar que sobrevoássemos as nascentes do rio Parnaíba, que estavam bem à nossa frente, para vermos os rios Água Quente, Curriola e Lontra, formadores da Bacia do Parnaíba.

Com isso, nós nos desviamos da rota. Naquele tempo, só existiam, para orientar a navegação aérea, o radiogoniômetro e a bússola.

Nossa rota passava por Bom Jesus da Lapa. A verdade é que, com o desvio de rota, nós nos perdemos. Havia muita fumaça — já naquele tempo as queimadas corriam soltas —, e o avião jogava muito. Não víamos quase nada. O Ribamar chamava a rádio de Bom Jesus da Lapa — a única cidade que existia com campo de aviação e apoio de rádio naquela área.

Mais de meia hora se passara, e eu só ouvia o Ribamar chamando:

— Chamando Bom Jesus da Lapa! Chamando Bom Jesus da Lapa! Chamando Bom Jesus da Lapa! Chamando Bom Jesus da Lapa!

E eu repetindo, em oração:

— Bom Jesus da Lapa, nos oriente! Bom Jesus da Lapa, nos oriente! Bom Jesus da Lapa, nos oriente! Bom Jesus da Lapa, nos oriente!

De repente, comecei a ficar mais nervoso e perguntei ao Ribamar:

— Ribamar, onde nós estamos?

Ele bateu com as mãos, como a descartar qualquer informação, e disse:

— Governador, eu não sei!

Então, continuamos a nossa peregrinação chamando por Bom Jesus da Lapa. E nada de Bom Jesus da Lapa aparecer.

Até que o Senhor Bom Jesus da Lapa respondeu: depois de umas três horas de voo, ouvimos uma estação de rádio de Bom Jesus da Lapa.

Voamos em direção a Bom Jesus da Lapa, orientados por uma estação de rádio broadcasting, e não pela torre de aeroporto.

Finalmente, pousamos em Bom Jesus. A primeira coisa que fiz, em terra, foi me dirigir a um pequeno botequim do aeroporto e perguntar:

— O senhor tem uma marmelada aí?

— Não. Tenho doce de leite.

— Então me dê uma xícara bem cheia para que o açúcar possa compensar a adrenalina que perdi com medo de que Bom Jesus da Lapa não aparecesse.

PSB quer Alckmin como vice de Lula; a sigla já ver Flávio Dino como senador


Geraldo Alckmin será vice do Lula? Conheça os possíveis | PolíticaCaciques do PSB condicionam a filiação de Geraldo Alckmin (foto), e sua indicação a vice de Lula, ao apoio do PT em cinco estados nas eleições de 2022.Segundo a Folha, Alckmin, que tem conversado com uma série de partidos, procurou integrantes do PSB nos últimos dias e sinalizou que toparia entrar na sigla para ser vice de Lula.

“Dirigentes do PSB e de outras siglas, porém, dizem acreditar que Alckmin só baterá o martelo sobre seu futuro partidário após as prévias do PSDB, no domingo (21). No cálculo, o tucano poderia até ficar onde está a depender de quem vencer a disputa interna: João Doria (SP) ou Eduardo Leite (RS).”

Na reunião, realizada na noite de quarta-feira (17), dirigentes do PSB reforçaram as condições para o apoio aos petistas: querem que o PT respalde candidatos do PSB a governador em São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Acre e Rio de Janeiro.

No Rio, por exemplo, Lula já declarou que apoiará Marcelo Freixo, mas o PSB teme que ele reconsidere o apoio. Em SP, segue o impasse porque o ex-presidente não quer deixar de lançar um nome próprio da sigla. (Antagonista)

Com isso, está descartada a possibilidade do governador Flávio Dino (PSB), ser o vice de Lula. Pois o PT entende que, Lula está consolidado no Nordeste, e neste caso, Dino não acrescentaria tanto, além do partido PSB já ver o maranhense, como senador.

Postado em: 20 de novembro de 2021 | Por: Ezequiel Neves

Banqueiro André diz que Doria teve ato heroico ao deixar setor privado para seguir vida pública

 JOANA CUNHA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) 

Na visita que fez ao BTG na noite desta quinta-feira (18/11) para buscar apoio de investidores a sua candidatura, João Doria (PSDB) ouviu do banqueiro André Esteves que foi um ato heroico ter deixado a iniciativa privada para seguir a vida pública em 2016, quando o hoje governador disputou a prefeitura da capital.
O banqueiro seguiu com elogios à gestão da economia feita por Doria após o início da pandemia e valorizou a vacinação.
Acompanhado do ex-presidente da Câmara e agora secretário de projetos do estado, Rodrigo Maia (sem partido), Doria foi questionado sobre a viabilidade de uma candidatura alternativa a Lula (PT) e Jair Bolsonaro (sem partido).
Maia defendeu que a construção da terceira via política passa por São Paulo, pela concentração populacional e por ser o maior colégio eleitoral do país.
Para uma plateia de cerca de 50 pessoas, além do staff do banco, também falaram os secretários Henrique Meirelles (PSD) e Patrícia Ellen e o vice Rodrigo Garcia (PSDB).

Zeca Baleiro ganha Grammy Latino de melhor álbum de MPB

 

O cantor maranhense Zeca Baleiro ganhou o Grammy Latino 2021 de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira (MPB) com o álbum ‘Canções d’Além Mar’. A cerimônia que premia os melhores artistas musicais da América Latina, aconteceu na noite de quinta-feira (18), no MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas.

Com 11 faixas, o álbum presta homenagens a autores portugueses como Sérgio Godinho, Pedro Abrunhosa, Fausto, Zeca Afonso, Rui Veloso e Carlos Tê, Jorge Palma, António Variações, Ornatos Violeta, Vitorino, João Gil e João Monge, e José Cid.

Esta foi a primeira vitória do maranhense na premiação. Zeca Baleiro já havia sido indicado outras nove vezes em edições anteriores do Grammy Latino.

Leia no G1 Maranhão