Karla Sarney

PSD esclarece fake news sobre mandato de vereadora de São Luís

11:56:00 AM



A direção estadual do PSD emitiu ontem (19) nota oficial para informar que não procede a notícia de que a legenda pode perder vaga na Câmara Municipal de São Luís para o partido Cidadania, como alguns blogs cogitaram em publicações no fim de semana.

Pelas publicações, a vereadora Karla Sarney estaria com mandato ameaçado pelo suplente do Cidadania, Nogueira Protetor na soma de votos até então considerados sub judice.

“Ocorre que o PSD obteve no pleito de novembro de 2020 11.137 votos para o Legislativo Municipal, número superior ao do Cidadania, que obteve apenas 11.060. Com candidatura sub judice, o candidato Carioca do Povo aguardava ainda o reconhecimento dos votos que ele havia recebido nas urnas naquele pleito, o que já ocorreu. Com a validação dos votos de Carioca, o PSD chegou a 11.719 voto”, destaca o comunicado, que completa:

“A sigla adversária, por sua vez, somente pode somar 11.304 votos – se os 244 sub judice forem reconhecidos na Justiça -. E mesmo assim, ainda acumularia uma desvantagem de 415 votos em relação ao PSD. Não há, portanto, qualquer ameaça ao mandato da vereadora Karla Sarney, que segue com um trabalho reconhecido na Câmara Municipal de São Luís”.

Cidadania

O Partido Cidadania quer cassar o mandato de Karla Sarney

8:44:00 PM

 Com informações do Blog do Kiel Martins


Após sucessivas derrotas, Karla Sarney terá seu mandato questionado na Justiça Eleitoral


O Partido Cidadania, aparentemente é o verdadeiro dono da cadeira na Câmara de Vereadores de São Luís, cadeira hoje ocupada por KARLA SARNEY, filiada ao PSD, o que tem sido de longa espera, e dificuldade inexplicável para o Cidadnia, que de fato atingiu votação superior ao partido PSD.

Conforme cálculo das sobras, o partido Cidadania, nas eleições municipais proporcionais do ano de 2020 obteve 11.060, dos quais 10.754 votos para candidatos e 306 votos para legenda. Em lado oposto, o partido PSD obteve 11.137 votos, dos quais 10.944 votos para candidatos, e 193 votos para legenda.

A superioridade de votos do partido Cidadania, detentor da cadeira na Câmara Municipal, passa pelo imbróglio de validação dos votos obtidos por WILSON NUNES FERREIRA, o Wilson Picolezeiro, que obteve concorrendo ao cargo de vereador pelo partido cidadania o número de 244 votos, que ainda não foram validados sob a justificativa de dupla filiação de tal candidato.

Ocorre que o partido Cidadania ajuizou ação de CANCELAMENTO DE FILIAÇÃO COM REVERSÃO DE FILIAÇÃO LEGÍTIMA, através do processo nº 0600029-85.2020.6.10.0010, afirmando que WILSON NUNES preencheu ficha e pedido de filiação junto ao partido Cidadania, gerou boletos de dívidas partidárias que foram tempestivamente pagos pelo filiado na data de 28.03.2020, antes do fim do prazo de filiação (04.04.2020), e que tais documentos consistem em provas bilaterais, conforme entendimento do TSE.

Corrigindo-se tal erro de percurso, o vereador eleito pelo cálculo das sobras seria Nogueira Protetor, filiado ao Cidadania, conhecido defensor da causa dos animais, cuja trajetória política recente atingiu patamares impressionantes e promissores, uma vez que o partido Cidadania irá concorrer ao cálculo das sobras com o total de 11.304 votos, enquanto o PSD de Karla Sarney apenas obteve o total de 11.137 votos.