Postado em: 12 de novembro de 2021 | Por: Ezequiel Neves

Rejeição de Bolsonaro sobe para 61% e governo é aprovado por 31%

 

Pesquisa PoderData realizada nesta semana (8-10.nov.2021) mostra que a imagem de Jair Bolsonaro segue estável nos olhos do eleitorado nos últimos meses. Hoje, o trabalho do presidente é avaliado como “ruim” ou “péssimo” por 57% das pessoas e como “bom” ou “ótimo” por 24%, enquanto 16% o avaliam como “regular”.

As taxas registram pouca variação desde julho. De 15 dias para cá, variaram dentro da margem de erro da pesquisa, em sentido desfavorável ao presidente.

O resultado também mostra que a leve melhora na imagem do presidente registrada no meio de outubro não se manteve. Na época, a taxa “ruim/péssimo” estava 24 pontos percentuais acima da “bom/ótimo”. Agora ela foi a 33 pontos, maior nível até agora –registrado uma vez antes, no final de setembro.

Esta pesquisa foi realizada no período de 8 a 10 de novembro de 2021 pelo PoderData, a divisão de estudos estatísticos do Poder360. Foram 2.500 entrevistas em 412 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

Aprovação do governo

Além do trabalho pessoal do presidente, o PoderData pergunta aos entrevistados se eles aprovam ou desaprovam o governo Bolsonaro. Hoje, 61% reprovam e 31% aprovam a administração federal. As taxas oscilaram na margem de erro, também em sentido desfavorável ao governo.

A diferença entre reprovação e aprovação foi a 30 pontos. Seu ápice foi de 36 pontos, de 30 de agosto a 1º de setembro.

O resultado indica que o governo segue entalado em uma “regra dos terços”: 1/3 do eleitorado de mostra favorável e 2/3 se afirmam contra. A proporção se manteve perto disso nos últimos 4 meses.

Estratificação

Bolsonaro e o governo têm resultados piores nas regiões Sudeste e Nordeste. Pontuam melhor entre os homens, pessoas que de 45 a 59 anos e entre os que fizeram ensino médio, mas não chegaram a cursar o superior. (Poder360)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.