Postado em: 12 de setembro de 2021 | Por: Ezequiel Neves

São Luís ultrapassa mais de meio milhão de pessoas imunizadas

 


São Luís, a capital brasileira que mais vacina, ultrapassou a marca de mais de meio milhão de segundas doses aplicadas contra a Covid-19. Com esta marca, a cidade, que segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estática (IBGE), tem cerca de um milhão e quinze mil habitantes, atinge quase a metade de sua população completamente vacinada.

“Nosso propósito, desde o início da nossa gestão, é promover a saúde e o bem-estar da nossa população, combatendo a pandemia e a vacina, sem dúvidas, é fundamental neste contexto. Por isso mesmo, estamos muito felizes em saber que já imunizamos contra a Covid-19 mais de meio milhão de pessoas. São Luís é uma cidade comprometida com a saúde do seu povo e minha gestão tem trabalhado diariamente para que a gente possa disponibilizar as doses das vacinas para todos, inclusive as terceiras doses, cujo calendário também avança na capital, que, novamente, dá exemplo para o restante do país”, disse o prefeito Eduardo Braide.

Segundo dados do vacinômetro da Prefeitura de São Luís, na sexta-feira (10), foi contabilizado um total de 521. 294 aplicações da segunda dose das vacinas que integram o Plano Municipal de Imunização e disponibilizadas ao Município pelo Governo Federal, via Ministério da Saúde.

Para o secretário municipal de saúde, Joel Nunes,  esta é uma grande conquista, mas o trabalho deve continuar para que toda população seja imunizada.”Pensar sobre o trabalho executado na campanha de vacinação e perceber que estamos alcançando, positivamente, resultados expressivos é, sem dúvidas, uma honra, e isso demonstra que estamos avançando no combate à Covid-19. No entanto, ainda há muito trabalho a ser feito, muitas pessoas a serem vacinadas, e a Secretaria Municipal de Saúde continuará trabalhando intensamente a fim de garantir que toda a população esteja com a imunização completa”, disse.

Uma das pessoas que não perdeu a segunda dose foi a auxiliar de serviços gerais, Marlene Soares, que recebeu a aplicação do imunizante no Centro de Vacinação do Multicenter Sebrae, na última quinta-feira (9). Para ela, completar o ciclo de imunização é sinônimo de satisfação. “É muito satisfatório poder tomar a segunda dose, porque isso significa mais proteção para a gente e para as pessoas que convivem com a gente. É gratificante saber que a cidade em que eu moro está à frente na vacinação, enquanto existem lugares que ainda estão tão atrasados”, afirmou.

A vacinação acontece em nove pontos da cidade, das 8h às 18h, de acordo com o calendário divulgado pela Prefeitura. Entre os centros de vacinação, estão o Multicenter Sebrae (Cohafuma), UFMA (Bacanga), UEMA (São Cristóvão), UNDB (Renascença), IFMA (Maracanã), e ainda os drive thrus do Ceuma (Renascença), Shopping da Ilha (Maranhão Novo), UFMA e UEMA, que contam com doses dos imunizantes AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer.

A aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 continuará acontecendo neste fim de semana, de acordo com o calendário divulgado pelas redes sociais da Prefeitura, atendendo, durante o período da manhã, pessoas nascidas entre janeiro e junho, e pela tarde, nascidos entre julho e dezembro.

A campanha de imunização contra o novo coronavírus em São Luís começou no dia 19 de janeiro e contabiliza importantes feitos, sendo a primeira capital a vacinar com a primeira dose 100% da população ludovicense alvo do Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde; a primeira, também, a vacinar todos os adolescentes dos 12 aos 17 anos – e, ainda, a primeira a oferecer a terceira dose ou dose de reforço em idosos a partir de 70 anos e em imunossuprimidos.

Terceira dose – A Prefeitura de São Luís também tem avançado ainda com a aplicação da dose de reforço, a chamada terceira dose, priorizando, nesta primeira etapa, pessoas idosas a partir dos 70 anos e imunossuprimidas. Até esta sexta-feira (10), foram registradas, pelo vacinômetro, a aplicação de 2.784 doses de reforço, em São Luís.

Neste fim de semana, a vacinação com a dose de reforço deve continuar nos centros de vacinação do município, atendendo idosos com 70 anos ou mais, que tenham recebido a segunda dose até o dia 15 de março.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.