Postado em: 29 de setembro de 2021 | Por: Ezequiel Neves

Flávio Dino e Roberto Rocha trocam farpas nas redes sociais

 

O governador do Maranhão Flávio Dino (PSB) e o senador Roberto Rocha travaram um bate boca nas redes sociais que não leva a lugar nenhum. Pelo contrário, ambos fogem de uma discussão que atinge em cheio a todos nós.

O bate boca foi provocdo pelo novo anúncio de que a Petrobras vai elevar o preço diesel nas refinarias em quase 9% a partir de quarta-feira.

Flávio Dino jogou a isca: “E então vai aparecer algum bandido para inventar que “a culpa é do governador”.

Roberto Rocha respondeu e chamou o governador de  fafe Dino: “Reitero o que disse: Dino foge da responsabilidade e ataca quem critica seu (des)governo do Maranhão. Se sua preocupação fosse o povo maranhense, aceitaria meu desafio e congelaria o ICMS, assim como fez o governador do Espírito Santo, do seu partido. No entanto, como não é, apenas terceiriza a culpa e lava suas mãos. Vindo de quem vem, não me surpreende. Deveria chamar-se Fake Dino”, disse.

Flávio Dino reagiu em seguida “Eu avisei. Já apareceram os bandidos. Dois ou três. E o que dizem da política federal da “paridade internacional” para combustíveis ?? Nada. Não querem resolver o problema do povo. Só fazer demagogia e aparecer”, afirmou.

E por fim Flávio Dino defendeu o fim do ICMS mais jogou a responsabildade para a Câmara dos Deputados. “Sobre o ICMS, reitero a posição que sustento há muito tempo: o ICMS deve acabar. Para isso, basta que o Congresso Nacional mude a Constituição Federal. Mas que fique claro: não vai haver redução de preço de combustível sem mudar a política federal de “paridade internacional””, finalizou Dino.

Quem quiser aplaudir esse tipo de “debate” que faça. Verdadeiramente isso não resolve o problema da população que assiste a tudo passivamente e aceita aumento em cima de aumento todos os dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.