Postado em: 31 de outubro de 2020 | Por: Ezequiel Neves

Senadores maranhenses reagiram a tentativa do governo Bolsonaro de privatizar o Sistema Único da Saúde (SUS)

 


No Senado, a reação contrária ao decreto publicado na terça-feira (27) foi imediata. Logo após sua edição, diversos senadores criticaram a medida e apresentaram projetos para revogá-la.

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) considera a privatização do Sistema Único de Saúde (SUS) um "atentado", além de inconstitucional. 

"Com o país em plena pandemia, o governo pensa em privatizar mais de 39 mil unidades básicas de saúde no país. 150 milhões de brasileiros são atendidos pelo SUS todos os anos. Saúde é direito de todos e dever do Estado.”

O senador Weverton (PDT-MA) afirmou que o SUS é patrimônio dos brasileiros, um sistema que salva vidas diariamente. 

"Na pandemia, a sua importância ficou ainda mais evidente para todos. Não permitiremos o seu desmonte ou a sua privatização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.