Braide e suas dificuldades para convencer o eleitor que tem capacidade de gestão

11:16:00 AM



Apesar de ter ocupado dois cargos públicos no primeiro escalão, tanto na Prefeitura de São Luís, quanto no Governo, além do exercício de mandatos de deputado estadual e federal, o pré-candidato à prefeitura de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), não conseguiu até o momento, articular um conjunto sólido de ações concretas por São Luis, ao longo de sua trajetória na vida pública.

Em uma longa entrevista concedida recentemente a uma emissora de rádio da capital, Braide enumerou ações do governo federal, a exemplo do pagamento de auxílios emergenciais para trabalhadores e agentes da cultura, como se fossem iniciativa sua.

O parlamentar também enumerou como feitos de sua trajetória, a destinação de emendas parlamentares para a capital, especialmente na área de saúde. Braide esqueceu que as emendas parlamentares são instrumentos garantidos a TODOS os parlamentares, independentemente de partidos ou posição política.

Quando confrontado pelos ouvintes sobre o que faria em relação ao saneamento básico e meio ambiente de São Luís, Braide – que já foi presidente da CAEMA, – pescou a linha de raciocínio levantada pela apresentadora do programa, para sugerir que o melhor para São Luís é a privatização do sistema de saneamento.

O parlamentar não apresentou um conjunto de ações sólidas sobre sua gestão à frente da Caema, disse apenas que implantou 40 quilômetros de tubulação na cidade.

O teor da entrevista deixou claro que a estratégia Eduardo Braide para tentar vencer a eleição, é o ataque sistemático à atual gestão municipal, e ao governo do estado. Aliado do senador Roberto Rocha, Braide tenta manobrar uma aproximação à imagem das ações do governo federal em oposição à imagem de Flávio Dino.

O problema é que, sobretudo em função da bem-sucedida gestão do governador Flávio Dino, em oposição à catastrófica às ações catastróficas de Bolsonaro no combate à pandemia da Covid-19, a popularidade do governador em São Luís é pelo menos três vezes maior do que a de Bolsonaro.

Numa eleição que contará com diversidade de candidatos e enorme demanda da população por lideranças que demonstrem capacidade de gestão, será muito difícil para Braide convencer o eleitorado de que é capaz de governar bem São Luís, mesmo sem nunca ter feito nada de relevante pela população nos muitos cargos já ocupados.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Olá Seja Bem Vindo (a)
Agradecemos pela sua Visita.
Obs: Comentários ofensivos e outros tipos de comentários serão retirados do ar.