Preso vigia que energizou portão e causou a morte de uma mulher no centro de São Luís

2:06:00 PM


A polícia prendeu em flagrante, nesta segunda-feira (24), o vigia responsável pela ligação elétrica ilegal em um prédio na Rua Parque 15 de Novembro, nos fundos do antigo Casino Maranhense (hoje Viva), que levou à morte de uma mulher, identificada como Maria de Fátima Boaes Pinheiro. O vigia trabalha para a empresa privada RG Verde.

O prédio, segundo a Secretaria de Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap), pertence à Associação Comercial do Maranhão. No momento da prisão, o vigia apresentava sintomas de embriaguez ao ser abordado pela polícia. Ele eletrificou ilegalmente o portão e o tapume da obra.

Maria Pinheiro foi urinar nas proximidades do tapume de zinco e pegou uma descarga elétrica, no início da madrugada desta segunda-feira. Ela morreu no local.


A empresa Equatorial, por meio de nota, informa que uma equipe de plantão esteve no local juntamente com uma equipe do Corpo de Bombeiros e encontraram no imóvel uma ligação clandestina nas instalações elétricas internas que eletrificava um portão de metal.

Confira abaixo mais informações da Secap sobre o caso:

O prédio, da Junta Comercial, passa por reforma conduzida pelo Iphan, que contratou a empresa privada RG Verde. O vigia trabalha para essa empresa.

O funcionário, que apresentava sintomas de embriaguez ao ser abordado pela polícia, eletrificou ilegalmente o portão e o tapume da obra, que são de zinco, um material condutor de corrente elétrica.

O vigia admitiu ter feito a ligação ilegal, que foi encontrada pela polícia. Ele foi preso em flagrante e conduzido à delegacia.


Nota de esclarecimento da Equatorial

Sobre o incidente ocorrido na madrugada da segunda-feira, 24, na Rua Parque de Novembro no Centro Histórico de São Luís, a Equatorial Maranhão informa que uma equipe de plantão esteve no local juntamente com uma equipe do Corpo de Bombeiros e encontraram no imóvel uma ligação clandestina nas instalações elétricas internas que eletrificava um portão de metal, fato que vitimou uma senhora identificada como Maria Boas, 56 anos.

A Equatorial Maranhão orienta que cercas elétricas somente podem ser construídas por empresas especializadas e devem seguir as Normas Brasileiras, quanto aos critérios técnicos e de segurança.

Fonte: 

https://www.gilbertolima.com.br/2020/02/preso-vigia-que-energizou-portao-e.html?m=1

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Olá Seja Bem Vindo (a)
Agradecemos pela sua Visita.
Obs: Comentários ofensivos e outros tipos de comentários serão retirados do ar.