Vereadoras destacam a importância do curso promovido pela Procuradoria da Mulher na AL

3:19:00 PM



“É importante, sob todos os aspectos a realização de um evento dessa magnitude, promovido pela Assembleia Legislativa. Isso nos enche de conhecimento e de informações, além do mais, porque é voltado para as políticas públicas em defesa da mulher”.
A afirmação foi feita pela vereadora Gisele de Sousa Monteiro (PP),  procuradora da Câmara Municipal da cidade de Ribamar Fiquene, na tarde desta sexta-feira (14), ao término do curso “Políticas Públicas para Mulheres do Legislativo Municipal”, promovido pela Assembleia, via Procuradoria da Mulher, que tem como procuradora a deputada Helena Duailibe (Solidariedade). Gisele afirma ter sido a primeira procuradora municipal do Maranhão, assumindo o cargo em maio do ano passado.
Vereadora da cidade de Bacabal e presidente do Fórum Nacional da Mulher Parlamentar, Regilda Santos (Rede), afirmou que o curso foi excelente pela qualidade das palestras, em função dos assuntos abordados, nem todos pertinentes às questões da mulher, mas direcionados ao parlamento municipal. “Uma autêntica aula de municipalismo”, elogiou.
Empossada recentemente como procuradora da Mulher na Câmara Municipal de São Luis, a vereadora Bárbara Soeiro (PSC) destacou que o evento coordenado pela Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa aponta um rumo, mostra um caminho. “Estamos na trilha certa, abrindo mais espaços para as mulheres no poder público e isso é importante”, destacou.
Conceição de Maria Feitosa, a Ceiça Feitosa, é vereadora de Pedreiras pelo PSDB e procuradora da Câmara Municipal. Ela elogiou o evento. “Muito positivo, extremamente proveitoso, com excelentes propostas, dentro daquilo a que estamos nos propondo para elevar a força da mulher na política”, assinalou.
Presidente do Fórum da Mulher Vereadora do Estado do Maranhão, a vereadora Patrícia Lucena (PRB), de São Domingos do Maranhão, destacou que tudo teve a ver com a temática que ela e as demais colegas defendem, por meio da abertura de mais espaços e da materialização de políticas públicas para as mulheres.
No entendimento da vereadora Régia Barroso (PC do B), da cidade de Colinas, o dia na Assembleia  foi altamente proveitoso, ressaltando que abre conhecimentos, uma forma de reforçar a luta das mulheres, principalmente no Legislativo. No entendimento da vereadora, toda Câmara de Vereadores deve ter sua Procuradoria da Mulher.
Itinerância
A deputada Helena Duailibe disse, no encerramento, que o curso foi extremamente produtivo, afirmando ter observado com atenção o entusiasmo das vereadoras que vieram em busca de conhecimento, saber como instalar as procuradorias nos municípios, porque é um instrumento de defesa da mulher em todas as suas instâncias.
Ela acrescentou achar muito pouco o número de câmaras municipais com procuradorias da Mulher instaladas, apenas 4. Por conta disso, afirmou que  fará  um trabalho itinerante em todas as regiões, para estimular  a instalação do que ela considera um forte instrumento de defesa, que é a Procuradoria da Mulher. Relatou ainda que em câmaras onde não tenha mulher com mandato, um homem pode exercer o  cargo de procurador da Mulher.
Divididoo nos turnos matutino e vespertino, o curso contou, na parte da tarde, com três palestrantes. Esaú Rômulo Braga, professor da Universidade Federal do Tocantins, que discorreu sobre a competência e atribuição dos vereadores, Ananda Beatriz Marques, assessora da Secretaria da Mulher, que orientou sobre a implementação da Procuradoria da Mulher nas Câmaras Municipais e o cientista político Ricardo Agum, que falou sobre as propostas para o Legislativo Municipal e as experiências exitosas.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.